7 dicas de como obter rejuvenescimento pelo Ayurveda

Falando Sobre: Ayurveda, Instagram
03/09/2017
ebook rejuvenescimento
.
.

Para comemorar a parceria entre o Ayurveda na Alma com a plataforma de estudos online EADeptus, eu, idealizadora do Ayurveda na Alma, e meu amigo Ph Alves, idealizador do EADeptus preparamos para nossos leitores um e-book incrível sobre o Ayurveda e seus métodos de rejuvenescimento.

.

 Para adquirir esse e-book, clique aqui e baixe seu e-book gratuitamente!

Mudamos nossa biologia pelo que pensamos e sentimos

Falando Sobre: Ayurveda, Culinária
03/06/2017

biologia

“Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos! Nossas células estão constantemente bisbilhotando nossos pensamentos e sendo modificadas por eles.

Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente.

A alegria e a realização nos mantém saudáveis e prolongam a vida.
A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse. Quem está deprimido por causa da perda de um emprego projeta tristeza por toda parte no corpo – a produção de neurotransmissores por parte do cérebro reduz-se, o nível de hormônios baixa, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptiídicos na superfície externa das células da pele tornam-se distorcidos, as plaquetas sanguíneas ficam mais viscosas e mais propensas a formar grumos e até suas lágrimas contêm traços químicos diferentes das lágrimas de alegria.

Todo este perfil bioquímico será drasticamente alterado quando a pessoa encontra uma nova posição.
Isto reforça a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que realmente desejamos.
A ansiedade por causa de um exame acaba passando, assim como a depressão por causa de um emprego perdido.

O processo de envelhecimento, contudo, tem que ser combatido a cada dia.
Shakespeare não estava sendo metafórico quando disse: “Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos.”

Você quer saber como esta seu corpo hoje?
Lembre-se do que pensou ontem. Quer saber como estará seu corpo amanhã? Olhe seus pensamentos hoje!
Ou você abre seu coração, ou algum cardiologista o fará por você”

Deepak Chopra

Os Chakras

Falando Sobre: Ayurveda, Instagram
02/06/2017

Chakras são centros energéticos dentro do corpo humano, que distribuem a energia (prana) através de canais (nadis) que nutre órgãos e sistemas.

 

chakras

São sete os principais chakras, dispostos desde a base da coluna vertebral até o alto da cabeça e cada um corresponde a uma das sete principais glândulas do corpo humano. Cada um destes chakras está em estreita correspondência com certas funções físicas, mentais, vitais ou espirituais. Num corpo saudável, todos esses vórtices giram a uma grande velocidade, permitindo que a “prana”, flua para cima por intermédio do sistema endócrino. Mas se um desses centros começa a diminuir a velocidade de rotação, o fluxo de energia fica inibido ou bloqueado – e disso resulta o envelhecimento ou a doença.

Nosso corpo físico tem uma ligação sutil com o mundo astral. É através do desequilíbrio desta energia vital que as pessoas adoecem e acabam obstruindo esta ligação com o a essência divina. Daí, a relação entre as doenças e as crises emocionais. É muito comum ver pessoas que acabam somatizando e transformando energias negativas, depressão, raiva, solidão, em doenças físicas, como cânceres e outras mais graves. Nosso corpo físico tem pontos, que quando ativados, fazem fluir a energia vital, nos trazendo alegria e, principalmente, saúde. É através dos nadis (meridianos) – caminhos invisíveis dentro do nosso organismo – que a energia vital caminha por todo o nosso corpo e chega aos chacras.

Coração e o discernimento

Falando Sobre: Ayurveda, Instagram, Saúde
31/05/2017

6a0a4f2750e73725b181e0e4804b5a2b

 

É comum encontrarmos nos textos clássicos ayurvédicos a relação do coração e cérebro como órgãos responsáveis pela clareza e discernimento.

Isso nos faz ver esse órgão como algo muito além do que uma máquina de bombear sangue. O coração também é o órgão do discernimento, da clareza, inteligência, intuição. Por isso é importante acolhermos nossas percepções tanto a nível intelectual quanto emocional e fazermos uma síntese entre as duas. Dessa forma, certamente nossas ações serão mais coerentes.

Você já sentiu aquela certeza que vem do coração?

Ou um aperto no coração diante de uma circunstância difícil?

A ciência vem testando e comprovando o papel decisivo das emoções no agravamento e até surgimento de doenças.

Isso não é novo pro Ayurveda… essa ciência de 5 mil anos vem falando que a doença surge, inicialmente, no nosso corpo mental/emocional e à partir da identificação do corpo com a mente/emoções ocorre uma reação psicossomática, onde a doença se aloja no físico.

A irritação, mágoa e tristeza, por exemplo, causam a redução do calibre dos vasos sangüíneos, provocando a elevação da pressão arterial. Também há aumento da freqüência cardíaca. Só estes dois fatores já obrigam o músculo cardíaco a trabalhar mais. E se essa situação se torna crônica, o desgaste fica maior.

A boa notícia é que a ciência está descobrindo que, se fazem mal, as emoções também fazem bem ao nosso coração. Diversos estudos demonstram que as boas situações da vida, como a paixão e a alegria, disparam uma cadeia de reações – a exemplo das negativas -, mas com efeitos protetores. Nesses casos, há liberação de substâncias como a serotonina e a dopamina, que, entre outras funções, melhoram a atividade cardíaca e contribuem para regular a pressão arterial, além disso, há a fabricação de endorfinas

O que podemos concluir de tudo isso? Quando falamos de coração, estamos lidando com um órgão de enorme inteligência e importância para o corpo. Ele é uma importante porta de acesso à intuição, clareza, discernimento e também é precursor de saúde quando estamos felizes, plenos e em paz. Cuidar do nosso coração, das nossas emoções é uma das garantias para uma vida longa e próspera.
Páginas1234567... 28»
copyright leila gusmão 2017 | desenvolvido por vinicius ribeiro