Ovários policísticos e os óleos essenciais

Falando Sobre: Ayurveda, Estilo de Vida, Instagram, Saúde
29/05/2017

ovários policísticos

Texto de Raissa Mendes do blog Apotecários da Floresta

 

A Síndrome do Ovário Policístico (SOP) é um distúrbio endócrino que ocorre em cerca de 10% das mulheres em idade fértil, provocando alterações (geralmente, uma baixa) nos níveis de hormônios femininos como o estrogênio, o que faz com que os folículos ovarianos fiquem acumulados e formem cistos em apenas um ou ambos os ovários. Dentre os sintomas, estão a presença de menstruação irregular, amenorreia (ausência de menstruação por mais de três meses), alta produção de testosterona, excesso de pelos e espinhas, além de oleosidade na pele e cabelo.

Sua causa ainda não é totalmente esclarecida. A hipótese é que ela tenha uma origem genética, havendo também uma possível ligação entre a doença e a resistência à ação da insulina no organismo, gerando um aumento do hormônio na corrente sanguínea que provocaria o desequilíbrio hormonal. Além disso, a SOP pode estar relacionada a causas emocionais e à não absorção de alguns nutrientes como vitamina B12, vitamina D, cálcio, magnésio e zinco.

Na Medicina Convencional, geralmente a SOP é tratada com procedimentos cirúrgicos e medicamentosos – tratamentos que se tonam agressivos para a maioria das mulheres que a eles se submetem. O uso de anticoncepcionais hormonais, por exemplo, além de mascarar diversos sintomas e dificilmente tratar de fato o problema, pode trazer diversas complicações para o corpo, como baixa libido, sobrepeso, infertilidade, trombose, tumores e, em alguns casos, o óbito. Por esse motivo, muitas mulheres têm recorrido a meios mais naturais, que possibilitam uma maior autonomia sobre o próprio corpo, como o uso de óleos essenciais.

Os óleos essenciais (OEs) são princípios ativos naturais de plantas aromáticas e medicinais, produzidos no metabolismo secundário dessas plantas, resultando em substâncias orgânicas, lipofílicas, voláteis e concentradas. Utilizados na Aromaterapia, uma prática complementar e integrativa de saúde, os OEs possuem inúmeras propriedades terapêuticas física e psicologicamente, auxiliando no alívio e tratamento de dores, infecções, questões emocionais, desequilíbrios hormonais etc.

No tratamento de SOP, os óleos essenciais atuam regulando os hormônios e minimizando os sintomas desagradáveis da síndrome. Dentre os OEs mais indicados, e com ação comprovada cientificamente, estão o de gerânio, sálvia esclareia, rosas e tuia. Eles podem ser utilizados separadamente ou em sinergia (misturados).

Sugestão de receita para a regulação hormonal (fazer massagem diariamente no baixo ventre):

  • 3 gotas de óleo essencial de gerânio

  • 2 gotas de óleo essencial de sálvia esclareia

  • 1 colher de sopa de óleo vegetal de coco extravirgem ou de semente de uva

Sugestão de receita para minimizar a oleosidade, acne e excesso de pelos (aplicação diária – ou sempre que necessário – na pele, com ajuda de um algodão; não usar antes de se expor ao Sol):

  • 1 gota de óleo essencial de gerânio

  • 1 gota de óleo essencial de rosas

Além disso, no tratamento da síndrome, também podem ser utilizadas outras alternativas, como o chá de vitex, que ajuda a estimular a ovulação; uma alimentação à base de inhame (mais natural possível); além de exercícios físicos regulares.

 

Referências:
 

AKKOL, E. K. et al. Thuja occidentalis L. and its active compound, α-thujone: Promising effects in the treatment of polycystic ovary syndrome without inducing osteoporosis. J Ethnopharmacol., v. 20, n. 168, p. 25-30, 2015.

AMARAL, F. Técnicas de aplicação de óleos essenciais. Terapias de saúde e beleza. São Paulo: Cengage Learning, 2015.

MARTINS, W. P. et al. Síndrome dos Ovários Policísticos. Femina, v. 34, n. 10, 2006.

Voltar
copyright leila gusmão 2017 | desenvolvido por vinicius ribeiro