Coisas que aprendemos com o livro “o discreto charme do intestino”

Falando Sobre: Instagram, Saúde
23/04/2017

intestines_large

 

Enquanto passamos “às colheradas” pela vida, perdemos coisas incríveis.

Sob a nossa pele está sempre acontecendo alguma coisa: fluímos, bombeamos, sugamos, comprimimos, estouramos, consertamos e reconstruímos. Toda uma equipe de órgãos sofisticados trabalha com tanta perfeição e eficiência que, por hora, um adulto precisa de quase tanta energia quanto uma lâmpada de 100 watts.

A cada segundo, os rins filtram nosso sangue, limpando-o meticulosamente – em substância, com tanta precisão quanto um filtro de café, e na maioria das vezes, duram a vida toda. Nossos pulmões foram projetados de maneira tão inteligente que, na verdade, só consumimos energia quando inspiramos.
A expiração acontece por si mesma. Se fôssemos transparentes, poderíamos ver como os rins são belos: no tamanho, parecem carrinhos de fricção, flexíveis e pulmonares.

Enquanto uma pessoa está sentada, pensando: “ninguém gosta de mim” , seu coração está justamente fazendo o enésimo turno de 24h e teria toda a razão de sentir-se negligenciado com esse tipo de pensamento

Livro: O Discreto Charme do Intestino – Giulia Enders

Voltar
copyright leila gusmão 2017 | desenvolvido por vinicius ribeiro